sábado, 27 de novembro de 2010

Escova Progressiva - Oque você precisa saber!!!

 Oque é Escova Progressiva?
A escova progressiva é uma nova técnica de alisamento ou suavização de cachos e ondas que tem por objetivo quebrar temporariamente a estrutura dos cabelos e reconstrui-la na forma desejada.
Como o próprio nome diz, é progressiva, isto é, quanto mais vezes fizer, mais lisos ficarão os cabelos
.
Quem pode fazer?

A escova progressiva pode ser feita em cabelos virgens, com coloração, descoloridos, com reflexos, mechas, luzes, relaxamento, escova definitiva, permanente ou defrisagem. Cabelos com henê precisam passar por um teste, já que utilizam chumbo em sua composição e o uso de mais uma química pode danificá-los. Após o processo, é preciso aguardar 10 dias (apenas por precaução) para realizar uma nova química. Claro que tudo tem uma alternativa. O formol não é incompatível com nem um outro produto, por isso pode ser usado no mesmo dia de um relaxamento.Porem eu prefiro sempre dar uma pausa de 7 dias para cabelos alisados recentes antes de fazer uma progressiva
Entendendo a estrutura dos fios
A queratina é a principal proteína, constitui 80% dos fios e faz as ligações da fibra capilar. Dá uma estrutura tridimensional que confere resistência, elasticidade e impermeabilidade à água. Na parte mais externa dos fios, há uma cutícula, uma camada de escamas protetoras, que, sem cuidados, vai se tornando áspera e enfraquecida. Então ela acaba não retendo água nem queratina; o cabelo fica poroso e não brilha.
O brilho nada mais é do que uma reflexão da luz em superfícies lisas, mas você já deve ter visto vários cabelos cacheados muito bem tratados e tinham um brilho fora do comum. Isto porque a superfície lisa a que nos referimos não é em relação à estrutura (lisa/cacheada) e sim à porosidade dos fios (escamas abertas ou fechadas).
A estrutura dos fios (HS-SH) se dá devido ao fato da queratina interagir entre si através de pontes de hidrogênio, ligações muito fortes, que ocorrem entre os S de uma molécula e o H de outra. A falta de disponibilidade de hidrogênio faz com que a competição por esse material aumente, causando um torcimento da fibra em torno de seu próprio eixo, dando o aspecto encaracolado.
O que faz a escova progressiva e qual a diferença em relação as outras?
O princípio ativo da escova progressiva é o formol (nome da solução aquosa do formaldeído, um gás incolor), que quebra a ligação original dos fios (HS-SH) e as transforma em (-S-H2C-CH2-S-), aumentando a disponibilidade de H, assim este não é tão disputado e não torce a fibra.
Primeiramente as cutículas são abertas, para permitir que o formol entre e reaja. Junto vai a queratina para repor aquela que eventualmente acabou sendo perdida pelas agressões externas ou processos químicos anteriores. O calor do secador e da prancha aceleram a reação do formol e modelam mais rapidamente (pois seria necessária uma concentração muito grande de formol e queratina para que somente eles alisassem completamente os cabelos). A fibra não consegue absorver todo o produto, o que sobra acaba servindo de conservante modelador.
O cabelo, livre de agressões e químicas, tem pH (índice de acidez) entre 4,5 e 6,5 (ligeiramente ácido), suas escamas estão fechadas.
A vantagem da escova progressiva sobre os outros processos de alisamento está na variação de pH muito baixa. A solução aquosa do formaldeído tem índice de acidez entre 2,5 e 4,5 (também ácida, muito próxima a dos cabelos). Os alisamentos feitos com hidróxido de sódio (soda cáustica) tem pH por volta de 12, tioglicolato de amônia pH entre 7 e 9 e hidróxido de guanidina, pH 13; portanto são produtos alcalinos. A variação muito brusca de pH faz com que as escamas se abram mais facilmente, porém acabam desnaturando a queratina (que é uma proteína);são considerados processos mais agressivos, estragam os cabelos a longo prazo. É verdade que é usado um shampoo de limpeza profunda com pH alcalino na escova progressiva, porém o tempo de exposição é muito baixo, os resíduos saem mas a estrutura não se altera.
Comparando com a escova definitiva, a progressiva acaba sendo melhor pois o resultado é mais natural, os cabelos não ficam esticados, com cara de alisante de supermercado. O efeito é suave, os cabelos ficam reestruturados, hidratados, lisos, brilhantes, sedosos e renovados.
(As tinturas para os cabelos tem pH entre 7 e 9, sem nenhum cuidado, a longo prazo, também acabam estragando os cabelos).
Existe escova progressiva sem formol?
Não existe escova progressiva sem formol; este rótulo tem sido usado para não afetar a venda dos produtos legalizados, que tem baixa concentração (mas têm) visto a grande polêmica que o formol causou, principalmente no Rio de Janeiro ou como forma de vender outros produtos de alisamento (com princípios ativos convencionais), prometendo os mesmos efeitos da progressiva (lembrando porém, que esses alisamentos estragam a fibra a longo tempo).
Precauções para fazer a escova progressiva
O formol é tóxico, causa vários tipos de irritações, mas tomando as devidas precauções e não abusando nas concentrações, pode ser usado. Lembre-se que se desejar aumentar a concentração (acima dos 2% permitidos pela ANVISA), terá que fazer no espaço inviolável de sua casa e não no salão.
Também não é um produto ilegal, é vendido em farmácias comuns e de manipulação, porém, em alguns estados, principalmente no sul do País, é necessária uma justificação de uso.
- Um local ventilado é essencial, Se for um local fechado, abra as janelas, coloque ventiladores
- Proteja suas mãos com luvas cirúrgicas de látex, de silicone ou de vinil siliconizado (essas últimas são as mais recomendadas por não “prenderem” nos cabelos). É possível comprá-las em farmácias ou supermercados. O rosto deve estar com uma máscara de proteção, é recomendada a máscara Descarpak 3 camadas (utilizada por médicos), não dificulta a respiração mas barra gases tóxicos.
- Proteja os olhos com um óculos anti embassante que seja vedado para vapor de gases, custa em torno de R$20. Na falta dele, pode substituir-se por um óculos de natação, porém o elástico dele vai acabar dificultando o manuseio dos cabelos.
- Para quem ainda assim teme a intoxicação pelo formol, é aconselhável tomar uma capsula de carvão ativado 500 mg (a venda em farmácias de manipulação) após o processo, apenas por precaução. Essa cápsula é um medicamento desintoxicante e antioxidante. Um outro antídoto recomendado na falta do carvão ativado é uma mistura caseira de 1 pacote de gelatina sem sabor diluida em água e o suco de 1 limão. Serve para amenizar o efeito de gases inalados como gás de cozinha, cloro, amoníaco, inseticidas e também formol.
-Evite o contato com o couro cabeludo, passe a mistura apenas nos fios. Se ele ficar irritado após as primeiras 24hrs, passe soro fisiológico com um algodão apenas no couro, não nos cabelos. Não surtirá efeito nenhum dentro das formulações, mas hidratará.
Medidas de emergência
Caso o formol acabe entrando em contato, mesmo com as proteções, tome as seguintes medidas:
- Inalação: vá para um local com ar fresco e bem ventilado, mantenha-se na posição deitada.
- Contato com a pele: lave o local com sabão e deixe em água corrente por 15min.
- Contato com os olhos: lave-os com água corrente em abundância por 15min, inclusive sob as pálpebras. Retire as lentes de contato, sendo o caso, apenas com auxílio médico.
- Ingestão: beba água ou leite imediatamente. Procure atendimento médico.
Quantas sessões são necessárias?
O número de sessões dependerá do estado da estrutura dos fios. Cabelos finos e ondulados tem o melhor efeito, geralmente ficam lisos na primeira aplicação (porém é necessária uma manutenção, já que o efeito da escova progressiva é temporário e cumulativo). Cabelos com alisamentos também ficam lisos mais rapidamente que cabelos virgens. Fios grossos ficam lisos, em média, a partir da terceira sessão.
Independente do efeito liso, após a escova progressiva, os cabelos terão sua fibra capilar melhorada, devido a queratina, alguns acabam “abaixando” apenas por estarem mais hidratados.
Cabelos com muita descoloração, muito ressecados irão demorar mais para atingir o efeito liso, pois as escamas estarão muito abertas, o formol vai demorar a se fixar.
Qual o intervalo entre sessões?
A queratina não alisa os cabelos, ela apenas reconstrói a fibra capilar, reestrutura os fios. Em excesso, causa enrijecimento e facilita a quebra da fibra capilar. Note, portanto, que cauterizações em excesso também são prejudiciais aos fios. Recomenda-se um intervalo mínimo de 15 dias, sendo o ideal de 30 dias.
Acessórios necessários
- Secador potente para fazer escova
- Chapinha (piastra) de cerâmica ou porcelana. Pode ser feita com a de metal, mas assegure-se que irá secar completamente os cabelos antes de usá-la, caso contrário, pode acabar danificando os fios. As de cerêmica/porcelana também são recomendadas pelo fato de manterem a temperatura constante, melhorando o processo de alisamento.
Produtos Básicos
- Shampoo de limpeza profunda ou anti-resíduos. Preferência para os alcalinos (pH geralmente em torno de 7,5 e 8,5) pois ajudam a abrir as cutículas dos fios e removem a capa de gordura dos cabelos, que nesse caso atrapalhariam a eficiência do processo..
O que pode acontecer se voce usar uma concentração acima de 7-10%???
O formol em excesso (mais que 10%, alguns citam acima de 7%), endurece a queratina de modo a tirar a elasticidade dessa proteína, que a qualquer movimento não previsto, como amassar, dobrar ou puxar a fibra capilar, é o suficiente para rompê-la. O motivo é que o formol, em altas concentrações, elimina a água contida na fibra capilar, tornando-a mais compacta e frágil.
Como prolongar o efeito da progressiva
Procure não lavar os cabelos com muita frequencia, sempre evitando água quente e utilizando shampoos suaves, com pH próximo ao fisiológico (levemente ácido).
Não utilizar shampoo anti-resíduos
Usar Shampoo sem Cloreto de Sódio (sal) e Zinco (os anti-caspa e anti-queda) em sua composição. (O sal talvez seja mito, mas pra garantir não custa nada).
Hidrate o cabelo a cada semana, pois a queratina reconstrói a fibra, mas não hidrata. De quebra ainda ajuda baixar o volume.
Evite cauterizações, pois fazem a progressiva durar menos.
Como voce pode ver tudo deve ser usado com muito cuidado e moderação. Por causas desses abusos já registrado na imprensa, a ANVISA não vai liberar o formol. Uma pena visto o lado positivo. A progressiva com formol, tem que ter acima de tudo cremes de primeirissima qualidade, muita queratina tambem de boa qualidade. A queratina para quem não sabe tem a textura um pouco mais expessa que o mel e a cor é a mesma do mel, isso quando está em seu estado de materia prima. Essas que circula no meio dos salões já estão “batizadas”. Digo diluidas para uso, já que em seu estado natural o cheiro é desagradavel, e dificil de ser manuseada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário